Edifício sede, uma obra de várias gestões

A

O edifício-sede do IEP, com 15 pavimentos, foi inaugurado em 1976, nas comemorações do cinqüentenário da Instituição. A atual sede foi construída sobre terreno doado pelo governador Bento Munhoz da Rocha Neto, no início da década de 1950, quando a diretoria do Instituto era presidida pelo engenheiro Carlos Luiz Lück, que cumpriu quatro mandatos.

Até então, o IEP funcionava em modesta sede na rua XV de Novembro, como destaca um dos relatórios do ex-presidente Luiz Carlos Pereira Tourinho, do qual foram extraídas as informações deste texto.

Lück tomou posse a primeira vez em 29 de março de 1948 e, logo depois, obteve do então prefeito de Curitiba, o também engenheiro Linneu Ferreira do Amaral, a doação de um terreno na rua Barão do Cerro Azul, entre as ruas 13 de Maio e Presidente Carlos Cavalcanti.

Por questões técnicas, o IEP negociou a troca da área com a ofertada pelo governador, na rua Emiliano Perneta, onde havia funcionado a Escola República Argentina.

Com projeto dos engenheiros Rubens Meister (arquitetônico) e Venevérito da Cunha (estrutural), a obra foi iniciada em 1953, com as fundações sendo executadas pela Estacas Franki.

Os sucessores de Carlos Lück deram seqüência à obra. Foram eles Eliasib Gonçalves Ennes, Mário de Mári, Pedro Viriato Parigot de Souza, Ivo Arzua Pereira, Rubens Meister, Euro Brandão, Véspero Mendes, Paulo Wendler, Cássio Bittencourt Macedo e Luiz Carlos Pereira Tourinho, que a inaugurou dia 6 de fevereiro de 1976, 23 anos depois de iniciada.

Em 2009, o engenheiro Luiz Cláudio Mehl, presidente na época, acrescentou sua colaboração à sede do IEP. No dia 05 de março, Mehl inaugurou o Centro de Eventos “Espaço da Tecnologia”. O anexo, de 720 m², prolongamento do primeiro andar do edifício-sede, construído sobre o estacionamento, passa a compor, com a área já existente, um complexo de 1 mil m² de uso múltiplo.